SOBRE

Colaboradores

Vítor Tomás, moçambicano, licenciado em arquitectura e planeamento físico na Faculdade de Arquitectura e Planeamento Físico da Universidade Eduardo Mondlane, Maputo, Moçambique em 1991. É no momento professor na mesma Faculdade.

Vitor Tomás é licenciado em arquitetura e planeador físico com 30 anos de experiência. Suas principais áreas de especialização incluem a concepção e coordenação de projectos e de equipas de trabalho, nas áreas de arquitectura e especialidades associadas, bem como nas áreas de planeamento regional e urbano. Tomás tem vasta experiência em arquitectura, planeamento urbano, territorial e na área de ensino de arquitectura. Vitor possui um amplo conhecimento das principais questões da construção em Moçambique, fez parte de equipas responsáveis pelo desenvolvimento de inúmeros projectos para edifícios e equipamento urbano e actuou como gestor e coordenador técnico de projectos em vários estudos e fases de desenvolvimento para edifícios educacionais, residenciais, de saúde, desportivos, de serviços, fabris e industrias das mais diversas tipologias, localizações e contextos; incluindo projectos de restauro e requalificação de edifícios históricos e patrimoniais. Na área de planeamento participou em diversos projectos de planeamento urbano e territorial nos níveis municipal e distrital; Participou igualmente em projectos de desenho de mobiliário, design gráfico e publicação de livros e revistas. No ensino, como docente da faculdade de arquitectura da UEM desde 1998, tem sido responsável por disciplinas do ensino da prática de projecto de arquitectura e orientador de inúmeros trabalhos de conclusão de curso, sendo a data membro do conselho cientifico da mesma faculdade. Ao longo de sua carreira, desenvolveu sua experiência nas áreas de arquitectura, desenho urbano e ensino nas áreas de projecto de arquitectura.

Daniel Louro, moçambicano, licenciado em arquitectura e planeamento físico na Faculdade de Arquitectura e Planeamento Físico da Universidade Eduardo Mondlane, Maputo, Moçambique em 1996.

Daniel Louro é licenciado em arquitetura e planeador físico com 25 anos de experiência. Suas principais áreas de especialização incluem coordenação de projectos e de equipas de especialidades associadas, desenvolvimento do detalhe tecnico de pormenorização de arquitectura e sua expressão gráfica, usando ferramentas CAD. Louro tem vasta experiência em arquitectura, fiscalização de obras e no ensino de arquitectura. Daniel possui um amplo conhecimento das principais questões da construção em Moçambique, fez parte de equipas responsáveis pelo desenvolvimento de inúmeros projectos para edifícios e equipamento urbano e actuou como coordenador técnico de projectos em vários estudos e fases de desenvolvimento para edifícios educacionais, residenciais, de saúde, desportivos, de serviços, fabris e industriais das mais diversas tipologias, localizações e contextos, incluindo projectos de restauro e requalificação de edifícios históricos e patrimoniais. Fez parte e actuou como coordenador de equipas de Fiscalizção das obras de construção de edifícios das mais diversas tipologias, localizações e contextos, incluindo obras de restauro e requalificação de edifícios históricos e patrimoniais. Participou igualmente em projectos de desenho de mobiliário e design gráfico, sendo também um autodidata na área de mecânica em geral e para a construção em particular. No ensino, como docente, lecionou na faculdade de arquitectura da UEM, desde a data da sua graduação em 1996 até ao ano de 2007. Foi responsável por disciplinas do ensino pratico de arquitectura, de desenho e técnicas de representação gráfica e de análise e levantamento de arquitectura, bem como acompanhou a disciplina de teses de licenciatura de algumas turmas no final do curso nesse período. Ao longo de sua carreira, desenvolveu a sua experiência nas áreas de arquitectura, fiscalização e ensino nas áreas representação gráfica e de projecto de arquitectura.

António Sousa, moçambicano, licenciado em arquitectura e planeamento físico na Faculdade de Arquitectura e Planeamento Físico da Universidade Eduardo Mondlane, Maputo, Moçambique em 1995.

António Sousa é licenciado em arquitetura e planeador físico com mais de 25 anos de experiência. Suas principais áreas de especialização incluem a assistência técnica à coordenação e desenvolvimento de projectos e sua expressão gráfica, usando ferramentas CAD, desde as fases de concepção espacial ao detalhe técnico e construtivo. Sousa tem vasta experiência na assistência ao desenvolvimento de projectos, em particular nas áreas de sua expressão gráfica e assistência técnica a obras. Sousa participou no desenvolvimento de projectos da mais diversa natureza, tendo feito parte de equipas responsáveis pelo desenvolvimento de estudos e projectos, nas mais diversas fases de desenvolvimento, para edifícios educacionais, residenciais, de saúde, desportivos, de serviços, fabris e industriais das mais diversas tipologias, localizações e contextos; incluindo projectos de restauro e requalificação de edifícios históricos e patrimoniais. Ao longo de sua carreira, desenvolveu sua experiência nas áreas de arquitectura, em particular na aplicação de ferramentas CAD para o desenvolvimento do projecto e de assistência técnica a obras.

Otto Menete, moçambicano, licenciado em arquitectura e planeamento físico na Faculdade de Arquitectura e Planeamento Físico da Universidade Eduardo Mondlane, Maputo, Moçambique em 2018.

Otto Menete é licenciado em arquitetura e planeamento físico com 3 anos de experiência. Suas principais áreas de especialização incluem a assistência técnica a coordenação e desenvolvimento de projectos e sua expressão gráfica, usando ferramentas CAD, desde as fases de concepção espacial ao detalhe técnico e construtivo. Otto fez parte de equipas responsáveis pelo desenvolvimento de estudos e projectos, nas mais diversas fases de desenvolvimento, para edifícios educacionais, residenciais, de saúde, desportivos, de serviços, das mais diversas tipologias, localizações e contextos; incluindo projectos de restauro e requalificação de edifícios históricos e patrimoniais. Menete tem ganho experiência no desenvolvimento de projectos, sua expressão gráfica aos mais diversos níveis, bem como nas tarefas de medição de quantidades de trabalhos e desenvolvimento de cadernos de encargos e especificações técnicas para projectos.

Patrícia Fagilde, moçambicana, mestrada em arquitectura na Universidade de Melbourne, Melbourne, Austrália em 2019.

Patrícia Fagilde é mestrado em arquitetura com 1 ano de experiência. Suas principais áreas de especialização incluem a assistência técnica à coordenação e desenvolvimento de projectos e sua expressão gráfica, usando ferramentas CAD, desde as fases de concepção espacial ao detalhe técnico e construtivo. Patrícia fez parte de equipas responsáveis pelo desenvolvimento de estudos e projectos, nas mais diversas fases de desenvolvimento, para edifícios residenciais e de serviço, das mais diversas tipologias, localizações e contexto. Fagilde tem ganho experiência no desenvolvimento de projectos e sua expressão gráfica aos mais diversos níveis.

Regina dos Santos, moçambicana, licenciada em administração e gestão de empresas em 2013, com formação em gestão de qualidade.

Regina dos Santos é licenciada em administração e gestão de empresas há 7 anos, e recentemente formada em gestão de qualidade. Suas principais áreas de especialização incluem secretariado executivo, coordenação de logística e procurement, recursos humanos, assistência na monitorização e avaliação de projectos, e contabilidade. Regina tem vasta experiência na área administrativa e secretariado de direcção, regulamentos dos governos moçambicano, americano, União Europeia - doadores e financiadores de projectos de desenvolvimento em Moçambique. Regina fez parte de equipas responsáveis por Consultorias e projectos de desenvolvimento nas áreas de arquitectura e planeamento urbano, agricultura, saúde e nutrição, comercialização, reabilitação de estradas e pontes terciárias, alfabetização por um período de 23 anos. No ensino, formada em matemática e biologia pelo Instituto Médio Pedagógico, deu aulas às 6ª e 7ª classes por 2 anos. Regina desenvolveu experiência ao longo da sua carreira em administração e gestão de projectos de emergência.